Operação Microondas: PCDF prende eletricista que esquentava veículos furtados e roubados

Operação Microondas: PCDF prende eletricista que esquentava veículos furtados e roubados

A Polícia Civil do Distrito Federal— PCDF, por intermédio da 29ª DP, a partir de levantamentos e monitoramento, identificou um endereço no Riacho Fundo 2 utilizado para “esquentar” veículos furtados e roubados. Um eletricista, morador do local, de 47 anos, foi preso em flagrante pelos crimes de receptação, adulteração de sinais identificadores de veículos, falsificação de documento e porte de munição.

De acordo com a delegacia, as investigações tiveram início após a localização de uma caminhonete L 200 Triton, furtada em Taguatinga Norte. O veículo foi encontrado em uma rua da Quadra QN7 da cidade.

Os policiais passaram, então, a monitorar uma residência na mesma rua, onde havia suspeita de que carros roubados eram levados por ladrões para serem “esquentados”, ou seja, terem os sinais identificadores alterados.

Nessa quarta-feira, os agentes notaram que no endereço estava estacionado um veículo GM/ Onix. Em consulta ao sistema do Detran/DF, constatou-se que a placa ostentada pertencia a outro veículo de marca, modelo e cor distintos.

Diante da situação flagrancial, a equipe ingressou na garagem e verificou que o veículo era na verdade um Onix, tomado por assalto, com emprego de arma de fogo em Taguatinga Sul, fato ocorrido no dia anterior.

Durante as buscas realizadas no endereço, os agentes localizaram placas de veículos, uma CNH falsa, em nome do suspeito, além de munições de arma de fogo.

O eletricista e proprietário da casa, acabou por confessar os crimes, sendo conduzido em flagrante à delegacia para os procedimentos da Lei. Após, foi recolhido à carceragem da PCDF, onde permanece à disposição da Justiça.

Caso o envolvido seja condenado pela Justiça, poderá ficar até dez anos preso pelos crimes de receptação, adulteração de sinais identificadores de veículos, falsificação de documento e porte de munição”, destaca o delegado da 29ª DP, Pedro Sardah.

Assessoria de Comunicação/DGPC

Da redação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.