Bispo Weldo se filia ao PMN com centenas de pessoas presentes

Bispo Weldo se filia ao PMN com centenas de pessoas presentes

Em plena segunda (14) com neblinas e chuvas pontuais, mas casa cheia, assim foi o ato de filiação do Bispo Weldo

O evento aconteceu na Fazenda Mestre D’Armas na DF 230, perimetral do Arapoanga em Planaltina, e estiveram presentes o Presidente da Câmara Legislativa do DF, Rafael Prudente, assim como o Presidente do PMN-DF, Lucas Kontoyanis, que abonou a ficha de filiação do Bispo Weldo.

 

“Pessoas de várias regiões administrativas do DF vieram prestigiar um ato importante para o primeiro passo rumo a uma pré-candidatura que sairá vitoriosa”, disse Bispo Weldo muito emocionado.

 

 

“Bispo Weldo já ajudou a eleger vários deputados, agora chegou a vez dele, até por que não sou seu concorrente, rss”, salientou o presidente da CLDF, Rafael Prudente.

 

 

 

“O trabalho do Bispo Weldo está sendo de muito resultado e já pode ser considerado uma grande surpresa neste ano de eleição”, reforçou Lucas Kontoyanis, Presidente do PMN-DF.

Quem é Bispo Weldo

Bispo Weldo é morador do Arapoanga e apoiou o distrital Rafael Prudente na última eleição. Seu nome está sendo uma escolha das inúmeras igrejas menores que estão surgindo nos bairros do Distrito Federal e Entorno. Atualmente, são 180 igrejas denominadas “menores” com média de 50 membros em que ele ajudou na criação, registro e estrutura.

É bispo da Comunidade Apostólica Evangelho da Graça, que possui 09 congregações e 32 células no DF. A grande maioria dessas pequenas igrejas são do seu ministério evangelístico e se encontram espalhadas em todas as regiões administrativas do DF.

Weldo tem assistido mais de 600 famílias em vulnerabilidade social em todo o Distrito Federal, através do Instituto Criança Feliz, bem como cerca de 200 famílias com assistência jurídica às pessoas que se encontram nos presídios.

Ele também procura fomentar o esporte, criando times de futebol e apoiando torneios e campeonatos nas modalidades masculina e, em especial, a feminina, pois acredita ser um catalisador de transformação social.

Da redação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.