20.6 C
Distrito Federal

Bombeiros salvam mais de 1,6 mil vidas nas praias do Rio no carnaval

O Grupamento Marítimo de Salvamento (G-Mar) do Corpo de Bombeiros do Rio de Janeiro realizou 1.646 salvamentos marítimos em todo o estado nos quatro dias de carnaval. Cerca de 120 mil ações de prevenção foram realizadas pelos guarda-vidas e 191 crianças perdidas foram resgatadas.

Desde o início da Operação Verão, no dia 21 de dezembro de 2022, já foram efetuados mais de 7 mil salvamentos marítimos, 434 mil ações de prevenção e 1.533 resgates de crianças perdidas.

Na última terça-feira (21) duas pessoas morreram afogadas no mar, que estava de ressaca, com muitas valas e correntes. Na praia de Copacabana, a turista Karina Amaro morreu afogada. Ela tinha 33 anos e veio de Juiz de Fora (MG) para passar o carnaval no Rio. Ela veio de excursão para a cidade e ao entrar no mar acabou arrastada por uma onda e começou a se afogar. Karina foi retirada da água pelos guarda-vidas, mas bebeu muita água e, apesar dos esforços da equipe, não resistiu.

A outra morte aconteceu na praia de Itaipuaçu, em Maricá, na região metropolitana. Jack de Lima, também de 33 anos, se afogou ao entrar no mar agitado e foi arrastado por uma onda. Os guarda-vidas chegar a usar um helicóptero e motos aquáticas no salvamento, mas a vítima já foi retirada do mar sem vida.

Prevenção

O Corpo de Bombeiros do Rio reforçou as ações de prevenção a afogamentos durante o Carnaval. Nos dias de folia, além do patrulhamento ostensivo do litoral com aeronaves, botes, lanchas e motos aquáticas e da orientação dada aos banhistas, a corporação também realizou abordagens aos foliões de blocos que desfilam na orla. São comuns os casos de afogamentos associados à ingestão de bebidas alcoólicas antes do mergulho no mar, por exemplo. Os militares se posicionaram em acessos à praia, como saídas de metrô e pontos de ônibus.

Fonte: Agência Brasil

Agência Brasil
Agência Brasilhttps://agenciabrasil.ebc.com.br
A Agência Brasil é uma agência pública de notícias criada em 1990. Mantém o foco em temas de impacto no cenário nacional, em áreas como política, economia, cidadania, pesquisa, inovação e cultura.

+ Comentários

+ Últimas Notícias