terça-feira, julho 16, 2024

Hospital Cidade do Sol oferece atendimento humanizado com prontuário afetivo e musicoterapia


No Hospital Cidade do Sol (HSol), gerenciado pelo Instituto de Gestão Estratégica de Saúde do Distrito Federal (IgesDF), a preocupação vai além do tratamento médico. Em um ambiente acolhedor, a equipe busca tornar a internação uma experiência mais leve para os pacientes.

O HSol é exclusivo para o atendimento a pacientes com dengue que necessitam de internação, mas atividades como musicoterapia, prontuário afetivo e fisioterapia ao ar livre também são desenvolvidas para que os pacientes se sintam acolhidos.

Prontuário afetivo, ficha que identifica os pacientes pelas preferências, hábitos, sonhos e personalidade de cada um, é um dos diferenciais de atendimento no Hospital Cidade do Sol (HSol) | Foto: Davidyson Damasceno/IgesDF

Internado com dengue, o paciente André Alves de Souza, 49 anos, foi avaliado pela equipe de saúde, que descobriu, após exames, que ele também estava com tuberculose, uma doença altamente contagiosa que demanda isolamento. A equipe de enfermagem, juntamente com os profissionais de assistência social e psicologia do HSol, encontrou uma maneira de proporcionar conexão do paciente com a família.

“Foi muito difícil ficar longe da minha família, mas poder ver meu irmão, mesmo que paramentado, trouxe um conforto imenso. Saber que eles estão bem me dá força para enfrentar a doença”, relatou André.

Outro caso é o dos pacientes Fernanda Coelho, 51, e Vitor Cotta, 15 – mãe e filho internados com dengue. Quando deram entrada no hospital, estavam separados por alas femininas e masculinas, mas a equipe uniu mãe e filho em prol do amor e do acolhimento. “Poder estar ao lado do meu filho nesse momento tão difícil é um presente. O carinho e atenção que recebemos aqui nos dão forças para seguir em frente”, compartilha Fernanda.

“Nosso objetivo vai além do tratamento médico. Queremos levar conforto, esperança e união para nossos pacientes. Ver esses momentos de amor e superação nos enche de orgulho e nos motiva a continuar nosso trabalho com ainda mais dedicação”, destaca a coordenadora de enfermagem do HSol, Rayanne Lopes. “O atendimento humanizado e de qualidade é uma das missões que o IgesDF preconiza nas unidades que estão sob sua gestão. Por isso, fazer a diferença positivamente na vida de cada paciente é algo levado muito a sério por todos os colaboradores.”

*Com informações do IgesDF

 



Source link