segunda-feira, maio 20, 2024

Mulheres custodiadas recebem doação de 2 mil absorventes


Nesta sexta-feira (3), a Secretaria da Mulher (SMDF), em parceria com a Secretaria de Administração Penitenciária (Seape), realizou a doação de 2 mil absorventes para as mulheres custodiadas na Penitenciária Feminina. Esta ação faz parte do programa de dignidade menstrual, que visa garantir o acesso a produtos de higiene menstrual para todas as mulheres, independentemente de sua condição socioeconômica.

Atividades em comemoração ao mês das mães incluem oficina de capoterapia, que mistura elementos da capoeira com terapia corporal | Foto: Divulgação/Seape

A doação ocorreu como parte das atividades em comemoração ao mês das mães e visa a promoção da saúde e bem-estar dessas mulheres. “Estamos comprometidos em oferecer acolhimento e apoio às mulheres em situação de vulnerabilidade, garantindo que tenham acesso a produtos essenciais para sua saúde e bem-estar. A doação de absorventes, além de ser uma medida de cuidado básico, é também um gesto de respeito e dignidade para com essas mulheres”, destacou a secretária da Mulher, Giselle Ferreira.

Além dos absorventes, a programação inclui uma série de atividades voltadas para o cuidado e valorização da mulher. Uma das atividades de destaque é a oficina de capoterapia, que mescla elementos da capoeira com terapia corporal, promovendo o equilíbrio físico e mental. Parcerias com o Senac para levar ações de saúde e embelezamento também estão sendo estabelecidas, com o objetivo de oferecer serviços durante o mês de maio.

Ao todo, são 716 custodiadas. A Seape, por meio do Projeto de Capacitação Profissional e Implantação de Oficinas Permanentes (Procap), promove ações contínuas de capacitação para as reeducandas, em parceria com o Senai e o Senac para ministrar os cursos. “Além das ações que promovem o bem-estar e a saúde, a Seape tem a preocupação de oportunizar às custodiadas estudo e capacitação. Nós entendemos a importância de preparar essas mulheres para o mercado de trabalho, para que elas possam conquistar um futuro diferente. Exemplo disso é a criação do Procap Mulher, que acontecerá este ano na Penitenciária Feminina, com o objetivo de qualificar reeducandas para a produção de absorventes e fraldas descartáveis”, afirmou Alex Fernandes, chefe de gabinete da Seape.

*Com informações da SMDF



Source link