segunda-feira, maio 20, 2024

Ramais de água do DF estão sendo substituídos


A Caesb está realizando a primeira etapa do Plano de Manutenção Preventiva Programada de Substituição de Ramais no Recanto das Emas. Ceilândia e Arniqueira também estão sendo contempladas.  O objetivo é melhorar as redes e os ramais de distribuição de água, ou seja, a instalação que liga a rede geral de água da rua com a rede interna do imóvel, diminuindo vazamentos e, consequentemente, o índice de perdas da companhia. A ação resultará em maior confiabilidade do sistema.

Trabalhos contemplarão obras externas e, quando preciso, nas residências de consumidores | Foto: Cristiano Carvalho/Caesb

No Recanto das Emas, os serviços estão sendo executados na Quadra 300, conjuntos 34 a 44 e comércio, lotes 19 a 37.  Nesta etapa, serão substituídos aproximadamente 2.500 metros de rede de PEAD 32 mm por PEAD 63 mm, pelo método não destrutivo, e 234 ramais prediais de água.

Em Ceilândia, a substituição ocorre na QNN 22, conjuntos G, H, I, J, K e L. Cerca de 2.200 metros de rede devem ser trocados. A atuação prevista nessa localidade vai até 17 de junho.  Já no Setor Habitacional Arniqueira (SHA), os serviços contemplam a Chácara 35 até o dia 17 deste mês. Ao todo, 1.120 metros de rede serão substituídos pelo método não destrutivo, contemplando 72 ramais de água.

Serviços

Durante o período de execução, além da substituição de ramais, as equipes de manutenção da Caesb farão levantamento de dados, manutenção de redes de água, inspeções e pesquisa de vazamentos.  Os serviços externos preveem recomposição de pavimentação asfáltica, recomposição de calçadas, muretas e paredes da área em que as equipes da companhia forem atuar. Para esses trabalhos, será necessário acessar a residência dos moradores. Para isso, os empregados da Caesb estarão uniformizados e portando crachá de identificação.

“Vamos atender o Plano Distrital de Saneamento Básico substituindo ramais, e, dessa forma, reduzir as perdas de água no sistema por vazamentos não visíveis ocasionadas pela reincidência de rompimentos”

Luís Antônio Reis, presidente da Caesb

Em caso de portão fechado, será deixado um aviso de comparecimento com as devidas instruções. Outras informações podem ser obtidas por meio da Central de Relacionamento com o Cliente, pelo número 115 ou postos de atendimento do Na Hora. A execução adequada e completa dessas melhorias resultará em maior eficiência do sistema e a colaboração dos clientes é essencial durante o processo.

“O serviço que estamos realizando é uma ação preventiva, sem custos para os clientes”, ressalta o presidente da Caesb, Luís Antônio Reis. “Vamos atender o Plano Distrital de Saneamento Básico substituindo ramais, e, dessa forma, reduzir as perdas de água no sistema por vazamentos não visíveis ocasionadas pela reincidência de rompimentos.” 

Diretrizes nacionais de saneamento 

Elaborado pela Agência Reguladora de Águas, Energia e Saneamento Básico do Distrito Federal (Adasa) em parceria com a Caesb e outras empresas do DF, o Plano Distrital de Saneamento Básico (PDSB) tem como base a lei federal nº 11.445/2007, que estabelece as diretrizes nacionais para o saneamento básico.

Uma das afirmações do plano é a de que os vazamentos em ramais prediais são os principais responsáveis pelas atuais perdas do sistema. Dessa forma, há a recomendação de uma gestão da infraestrutura, englobando a instalação e manutenção das tubulações, onde os ramais estão incluídos.

Esses ramais devem ser padronizados e executados com material de mais qualidade. Em cenários desejáveis de redução do índice de perdas da Caesb, 2% dos ramais prediais devem ser substituídos por ano em locais onde ocorre maior incidência de vazamentos.

 

*Com informações da Caesb

 

Crédito da foto: Cristiano Carvalho (Caesb)

 



Source link