segunda-feira, maio 20, 2024

Saúde oferece cursos e atividades para garantir o bem-estar de gestantes e bebês


A Secretaria de Saúde (SES-DF) disponibiliza cursos e atividades para preparar mães e pais para a chegada do bebê. As orientações ajudam a sanar dúvidas sobre o parto e os cuidados com o recém-nascido. As unidades que oferecem esses serviços são: Hospital Regional do Gama (HRG), Hospital da Região Leste (HRL), Hospital Regional de Taguatinga (HRT), Hospital Regional de Ceilândia (HRC), Hospital Regional da Asa Norte (Hran), Casa de Parto de São Sebastião e Hospital Materno Infantil de Brasília (Hmib).

De acordo com Ana Lígia da Silva Souza, chefe da Residência de Enfermagem em Obstetrícia do Hmib, é fundamental preparar a mulher e sua rede de apoio para a chegada do bebê. O curso aborda temas como as mudanças físicas que ocorrem durante a gestação, exercícios preparatórios para o parto, cuidados com o recém-nascido, além de desmistificar mitos e verdades sobre o momento do parto.

Priscila Ayres e o Marido Tassio Ayres esperam ansiosos pela chegada do segundo filho e participaram do curso de gestantes e acompanhantes realizado no Hospital Materno Infantil de Brasília (Hmib) no último sábado | Fotos: Jhonatan Cantarelle/Agência Saúde-DF

“O objetivo principal é empoderar as mulheres. Muitas vezes, há muitas conversas negativas em torno do parto. Trazer conhecimento sobre este momento tão especial diminui o medo, resultando em uma redução nos índices de parto cesariana, por exemplo”, explica a enfermeira, que há 22 anos se dedica a essa causa para proporcionar mais conhecimento às mulheres.

Durante os encontros também são fornecidas informações sobre o calendário vacinal, técnicas de amamentação, dicas para alívio de cólicas, direitos da gestante e puérpera, rotina de sono dos bebês, entre outras, além de oficina de técnicas de banho e higiene do bebê, troca de fraldas e até cuidados com coto umbilical.

Para a secretária de Saúde do Distrito Federal, Lucilene Florêncio, médica ginecologista e obstetra, o cuidado nesta fase da vida é essencial para a saúde das mulheres e bebês. “ É um momento muito singular e importante da vida familiar. Os cursos buscam integrar as mães e seus acompanhantes sobre a nova dinâmica que se estabelecerá nesta fase. A SES-DF preza pelo conforto, bem-estar e por oferecer informações atualizadas para que essas mulheres possam ter mais qualidade de vida e um parto mais humanizado”, declara.

Próximo à data que é comemorado o dia das mães, a gestora ressalta o cuidado das equipes com essas mulheres nas unidades de saúde e importância do pré-natal. As gestantes devem procurar a Unidade Básica de Saúde (UBS) de referência para realizar o acompanhamento.

Durante os encontros também são fornecidas informações sobre o calendário vacinal, técnicas de amamentação, dicas para alívio de cólicas, direitos da gestante e puérpera, rotina de sono dos bebês, entre outras, além de oficina de técnicas de banho e higiene do bebê, troca de fraldas e até cuidados com coto umbilical

A residente de enfermagem obstétrica, Monique Bernardes, ministrou o curso no último sábado (4), no Hmib, sobre a reta final do parto e como as gestantes podem se preparar para o momento. Ela explica que durante o curso são oferecidas todas as informações para que essa mulher chegue ao dia do parto o mais tranquila possível. “Ela sai conhecendo o processo, por onde vai passar e os profissionais que irão atendê-la. E nosso objetivo é que a mãe saia daqui sem dúvidas. Informação é poder”, diz.

Bernardes diz emocionada que já teve a oportunidade de participar de mais de 50 partos. “Orientar no curso e depois – por coincidência – participar do momento de conceber daquela mãe é uma experiência incrível, pois já temos um vínculo criado com aquela mulher”, afirma.

Ansiosas pela chegada

Priscila Ayres, 30 anos, está ansiosa pela chegada do segundo filho. Após uma experiência negativa, onde viveu uma situação de violência obstétrica em um hospital particular, ela optou por buscar mais informações na rede pública do Distrito Federal. “Estamos tendo uma experiência maravilhosa com o pré-natal na UBS [Unidade Básica de Saúde] do Riacho Fundo e recebendo toda a assistência oferecida”, conta.

Para Ayres, o curso vai ajudá-la a se acalmar. “Estou bem ansiosa em relação ao parto e me preparando durante toda a gravidez, tenho feito cursos, para que seja mais tranquilo”, diz.

O companheiro e pai da criança, Tassio Ayres, que também participou do encontro, buscou aprender todas as dicas para tranquilizar sua esposa no dia tão especial do nascimento do bebê. “A nossa experiência anterior foi bem traumática, mas agora, com mais informações, pretendo ajudar e deixar minha esposa mais calma”, explica.

Ana Clara Neto, 27 anos, está esperando seu terceiro filho e tirou suas dúvidas sobre o parto e a reta final da gravidez durante o encontro

Ana Clara Neto, 27 anos, está esperando seu terceiro filho e é a primeira vez que utiliza o Sistema Único de Saúde (SUS). Ela participou do encontro no Hmib em busca de orientações para o parto natural. “Eu tive o primeiro e o segundo filho por cesariana, com hora marcada. Como a rede pública de saúde tem um protocolo de receber as gestantes já em trabalho de parto, vim me informar para não ficar muito ansiosa e entender como é o acolhimento. Também tirei dúvidas sobre a laqueadura – procedimento de esterilização para mulheres – , pois queria fazer tudo junto no dia do parto”, explica.

Hmib é referência

O Hmib é um modelo em gestação de alto risco, atendimento à mulher e à criança e em reprodução humana assistida. A unidade é credenciada pela Rede Latino-Americana de Reprodução Humana e foi reconhecida pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) por prestar um serviço de alto nível.

A unidade é destaque ainda na pediatria e na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) neonatal.

“Somos referência, por exemplo, em prematuridade extrema. Os recém-nascidos que precisam de cirurgia são todos direcionados para cá. Já em infectologia pediátrica, temos até residência. A nossa emergência pediátrica é um ponto muito importante para a SES-DF, atendendo uma demanda grande, acolhendo, quando necessário, pacientes de outras regionais de saúde, inclusive”, explica a chefe da obstetrícia do hospital, Ana Lígia Souza.

Confira os dias e locais dos encontros

A participação nos cursos oferecidos pela SES-DF é gratuita e não há necessidade de agendamento. Gestantes e acompanhantes podem participar. Veja locais e datas dos encontros.

Arte: Agência Brasília

*Com informações da Secretaria de Saúde do Distrito Federal (SES-DF)



Source link